Agenda CulturalSalvador - BA

Virada Sustentável terá programação especial para a criançada

65views

Intitulada “Infância Ancestral”, a programação reúne 10 atividades, entre oficinas, contação de estórias, apresentações culturais, jogos coletivos e brincadeiras

Resgatar e fortalecer a história afrodescendente, aliando cultura popular e sustentabilidade, é o mote principal do projeto “Infância Ancestral”, que irá reunir grupos, entidades e coletivos de Salvador em dois dias de programação lúdica e criativa, direcionada especialmente às crianças, como parte do roteiro da Virada Sustentável Salvador 2019. “É um projeto colaborativo de compartilhamento de práticas educativas para o fortalecimento da identidade negra na infância. Então, a nossa intenção é mostrar as diversas pautas que estão sendo construídas para contar histórias positivas envolvendo o povo negro, bem como resgatar a memória afetiva ancestral e integrada às múltiplas dimensões da sustentabilidade, a partir de práticas afetivas, educativas e alinhadas com a energia e leveza da criança”, afirmou a pedagoga Lívia Ribeiro, à frente da iniciativa.

Entre as atividades propostas para os dias 09 e 10 de novembro, no Passeio Público, das 9h às 17h, estão oficinas para construção de jogos a partir de madeiras de reutilização, oficinas de máscaras africanas, de turbantes e de plantio; apresentações artísticas voltadas ao resgate da cultura popular; contação de estórias envolvendo a estética e cultura afro, história africana, quilombos e abayomis, e a identidade afro-baiana; poesia e musicalidade com ritmos influenciados pelas raízes culturais africanas, indígenas, cabocla e de outras origens mestiças do Nordeste brasileiro; jogos coletivos e brincar livre, investindo no repertório da cultura tradicional e regional da infância, com rodas, cantigas, amarelinha, adivinhações, cirandas, baleado, pega-pega, esconde-esconde, bolhas de sabão gigante, jogo da velha, dama e boca de palhaço. “São práticas pautadas em experiências decoloniais, que rompem com os códigos sociais de opressões racistas, patriarcais e excludentes, e fortalecem o desenvolvimento identitário, afetivo e psicológico das crianças”, endossou Lívia Ribeiro.

Com o tema “O Centro Pulsa – a vida em movimentos”, a proposta do Festival é, justamente, retomar o processo histórico, criativo e sociocultural de fundação da primeira capital do Brasil, valorizando as raízes ancestrais na cidade que abriga a maior população negra fora do continente africano. “O Centro Antigo preserva os alicerces de formação de Salvador e as raízes de constituição de sua gente. Então, este tema é também um convite a deslocar o olhar decolonial sobre esta região, percebendo como toda a sua estrutura material e produção simbólica, cultural, tecnológica e ancestral permeiam e afetam a vida das pessoas, bem como de que forma essas mesmas pessoas performam o próprio Centro Antigo”, pontuou a gestora da Virada Sustentável, Alice Barreto.

Maior festival de cultura, mobilização e educação para a sustentabilidade da América Latina, a Virada Sustentável será realizada de 08 a 10 de novembro, ocupando diversos espaços da cidade com uma programação gratuita e diversificada. Entre os locais já confirmados, estão o Palacete das Artes, o Museu de Arte da Bahia – MAB, o Centro Cultural Solar Ferrão, o Museu Tempostal, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, Teatro Vila Velha, Praça Tereza Batista, Largo Pedro Arcanjo, Praça das Artes, Largo Quincas Berro D’Água, Praça da Sé, Centro de Culturas Populares e Identitárias, Centro Cultural da Barroquinha, Casa do Benin e Lálá Casa de Arte.

Também já estão confirmadas as primeiras atrações musicais: o rappper mineiro Djonga, o multiartista paulista Novíssimo Edgar, e a Orquestra Reggae de Cachoeira – com participações de Freelion, da cantora e trombonista argentina Pali, e da nigeriana Okwei Odili. “O Festival irá reunir, ao menos, outras 15 atrações musicais, com a proposta de ocupar praças, ruas e, pelo menos, um grande palco e mais dois menores”, revelou coordenador geral da Virada Sustentável, Maurício Galvão.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

O Festival é apoiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e fundamentado nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Para esta edição em Salvador, a Virada se apoia em 10 ODS: Erradicação da Pobreza; Saúde e Bem Estar; Educação de Qualidade; Igualdade de Gênero; Trabalho Decente e Crescimento Econômico; Redução das Desigualdades; Cidades e Comunidades Sustentáveis; Vida na Água; Paz, Justiça e Instituições Eficazes; Parcerias e Meios de Implementação.

“O propósito fundamental é reunir projetos artísticos, culturais, sociais e educativos em prol da sustentabilidade para além do meio ambiente, que dialoguem com a cidade e proponham novas formas de se relacionar sob um viés positivo e inspirador para que possamos pensar e construir coletivamente a partir de propostas que englobem e envolvam o máximo de ODS possíveis, prezando pela qualidade dos conteúdos”, afirmou Maurício Galvão. O edital para inscrição de projetos, que irão integrar a programação, está disponível até esta sexta-feira (11) em www.viradasustentavel.org.br.

O Festival foi criado em 2011, em São Paulo. De lá pra cá, reuniu um público de mais de 7,7 milhões de pessoas em 25 edições, passando por sete estados e nove cidades, como Rio de Janeiro, Manaus e Porto Alegre, entre outras, além de Salvador – em 2016 e no ano passado.

Em sua 3ª edição na capital baiana, o Festival, via Lei de Incentivo à Cultura, tem o patrocínio da CMPC e Uber Eats, e o copatrocínio da Liberty Seguros. Conta também com o patrocínio do Governo do Estado, através do Programa Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, apoio institucional da Prefeitura Municipal do Salvador, e a parceria do Salvador Meu Amor. A Virada Sustentável é uma correalização do Instituto Virada Sustentável e Rede AMO de Comunicações Socioculturais, realização da DaCultura Projetos e Soluções, e da Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Pátria Amada Brasil e Governo Federal.

Serviço:

Virada Sustentável Salvador 2019 – de 08 a 10 de novembro

Infância Ancestral – oficinas, contação de estórias, apresentações culturais, jogos coletivos e brincadeiras

Data: dias 09 e 10 de novembro

Horário: 9h às 17h

Local: Passeio Público

Gratuito

Inscrições de projetos, ações e atividades | inscrição de parcerias ou voluntariado – até sexta-feira (11 de outubro)

Edital disponível em: viradasustentavel.org.br

Dúvidas e mais informações: [email protected]

Público–Palco - Crédito Tarlem Lima
Público–Palco – Crédito Tarlem Lima
Gostou do Conteúdo? Deixe seu Like


Deixe seu Comentário