Agenda CulturalPorto Alegre - RS

Demônios da Gaora voltam a Porto Alegre em comemoração aos dias dos pais dia 07 de Agosto

52views

São mais de setenta anos de história na música brasileira no palco do Salão de Atos da PUC.
Show será no dia 07 de agosto, sexta-feira.

Depois do sucesso da temporada do grupo ao lado de Toquinho, com shows por todo país, os Demônios da Garoa retornam para mais um show em Porto Alegre, no dia 07 de agosto, sexta-feira, às 21 horas, no Salão de Atos da PUC, num show especial, em comemoração ao Dia dos Pais.

Tudo começou como um hobby… Na década de 40, os meninos entre 12 e 14 anos de idade, apaixonados por música, cantoria e batucada, se encontravam todas as noites após seus trabalhos na casa de Arnaldo, para tocar grandes sucessos da época, imitando grupos famosos, como Quatro Ases e Um Coringa, Anjos do Inferno, Quitandinha Serenaders, Vocalistas Tropicais, dentre outros. Arnaldo Rosa (vocal e ritmo), os irmãos Antônio e Benedito Espanha (que marcavam ritmo tocando Tantã e Afoxé), Waldemar Pezuol (no Violão), Zezinho (no Violão Tenor) e Bruno Michelucci (no Pandeiro), costumavam se apresentar em festinhas de amigos, serenatas e em clubes com o nome de Grupo do Luar, já sob o comando de Arnaldo Rosa. Não tinham grandes pretensões, nem recebiam nada em troca, somente os aplausos. De boca em boca, o grupo foi ficando conhecido e pessoas vinham de longe para ouvi-los. Moravam e trabalhavam na Mooca e em bairros vizinhos, como Brás e Belém, bairros onde ficaram conhecidos e sua fama se espalhou rapidamente (Arnaldo trabalhava na sapataria de seu pai, e os irmãos Espanha e Bruno, em uma indústria). Depois de muito ensaio e incentivos dos amigos, resolveram se inscrever no Programa de Calouros, da Rádio Bandeirantes, chamado “A Hora da Bomba”, apresentado por J. Antônio D’Avila, em 1943. Ganharam o primeiro lugar e assim começou uma longa carreira de muito sucesso.

No ano seguinte, já admirado pelos ouvintes das rádios Record, Pan-Americana e São Paulo, o grupo resolveu, por sugestão do jornalista e radialista Vicente Leporace, trocar de nome. Vicente lançou um concursos em seu programa e a sugestão mais interessante foi mesmo DEMÔNIOS DA GAROA. O nome do ouvinte que sugeriu não ficou registrado, mas Vicente virou o padrinho do grupo. Com novo nome, os Demônios da Garoa consolidaram-se como o grupo mais solicitado nas apresentações Rádio Bandeirantes, no quadro da PRH-9, comandado por Paulo Machado de Carvalho e passaram a ser disputados também por outras emissoras coligadas das Emissoras Unidas, a Rádio Record e a Rádio Nacional. Em 1947, se apresentaram para o diretor artístico da Record, Raul Duarte, por quem foram contratados imediatamente, assinando um contrato que duraria 12 anos. O sucesso conquistado nesta emissora foi tamanho, que, em 1950, os Demônios da Garoa tornaram-se um dos destaques do elenco fixo de conjuntos da Record, ao lado de Vagalumes do Luar, Regional do Armandinho, etc. Em 1949, os Demônios da Garoa fizeram um arranjo para a música “Muié Rendeira”, interpretando-a ao lado de Homero Marques, na trilha sonora do filme “O Cangaceiro”, de Lima Barreto, campeão do Festival de Cannes (Melhor Filme de Aventura em 1953), onde conheceram Adoniran Barbosa.

Ao completarem sete anos de carreira, os Demônios da Garoa entram pela primeira vez num estúdio de gravação e a história nunca mais parou, com inúmeros sucessos, que fazem parte da música popular brasileira.

“Demônios da Garoa” tem a “cara” de São Paulo, mas para isso, foi necessário encontrar um estilo, uma marca muito própria, a forma original de interpretar com humor o falar do cotidiano do povo paulista, que, hoje, todo mundo conhece através de mais de sete décadas da carreira deste surpreendente e animado grupo. É com especial humor, vocais e arranjos bem estruturados, repertorio exclusivo, que os “Demônios da Garoa” comemoram 70 anos em 2013, com estilo, provocando em cada apresentação, um entusiasmo singular na platéia. Agradam desde os mais antigos que acompanham a carreira, até os mais novos fãs, que descobriram a alegria e a personalidade marcante do Grupo, com suas vozes inconfundíveis. Os muitos prêmios e horárias concedidos ao Grupo incluem os troféus Roquete Pinto e Chico Viola, o premio Sharp de musica (1995), o premio Ary Barroso (1998), a medalha Anchieta da Câmara Municipal de São Paulo, o Disco de Ouro pelo CD – 50 anos – (1994), e é claro, o reconhecimento do Guiness Book, edição de 1994, como o Grupo mais antigo e em atividade no mundo. O mais recente trabalho do Grupo, CD – DVD “Vem Cantar Comigo”, contou com participações de artistas consagrados na musica brasileira como : Dudu Nobre, Péricles, Wando e Arnaldo Antunes. Com este trabalho Eles prometem surpreender a todos! .

No show, o grupo interpreta os grandes sucessos de Adoniram Barbosa, como Samba do Arnesto, Saudosa Maloca, Trem das Onze, Tiro ao Álvaro, Iracema, entre outras, além de sucessos de outros compositores, como Eu Sou o Samba e Você abusou.

A formação atual tem IZAEL (timba e voz), SÉRGIO ROSA (afoxé e voz), RICARDINHO (pandeiro e voz), CANHOTINHO (cavaquinho e voz) e DEDÉ PARAIZO (violão 7 cordas e voz).

A banda, que sempre se apresentou somente com os seus integrantes, a partir da gravação de seu primeiro DVD intitulado Demônios da Garoa ao Vivo, agora conta também com uma banda de apoio, formada por bateria, violão de 6 cordas e contrabaixo.

SHOW COM DEMÔNIOS DA GAROA

Censura Livre

Duração: 01h30 min

Sexta-feira – Dia 07 de Agosto

21 Horas

SALÃO DE ATOS DA PUC (Av. Ipiranga, 6681) – acesso pelo último portão antes da Rua Cristiano Fischer

Estacionamento no local (entrada pela Rua Cristiano Fischer)

INGRESSOS

PLATÉIA BAIXA = R$ 170,00

PLATÉIA ALTA = R$ 140,00

MEZANINO = R$ 110,00

Ingressos em www.uhuu.com, Loja PUC Store (Av. Ipiranga, 6681, Prédio 15) e Teatro do Bourbon Country (Shopping Bourbon Country – Av. Túlio de Rose, 80)

DEMÔNIOS DA GAROA 3 Divulgação

EDUARDO ELIAS
BRANCOPRODUÇÕES
(51) 32314142

Gostou do Conteúdo? Deixe seu Like


Deixe seu Comentário