Agenda CulturalSalvador - BA

CELSO JR. DIRIGE QUINTA E ÚLTIMA MONTAGEM DO PROJETO 3 & PRONTO 2019 O diretor e a Companhia Teatro dos Novos encenam mais um texto português contemporâneo

46views

O espetáculo Hamlet & Ofélia estreia dia 25 de novembro com atores e atrizes da Companhia Teatro dos Novos e texto do dramaturgo português Carlos Alberto Machado.  Na montagem, o icônico casal shakespeariano não morreu na Dinamarca de séculos atrás: transportados para um país em conflito, tentam sobreviver à distopia de violência e desamparo do mundo contemporâneo. Quinta e última montagem do projeto 3 & Pronto 2019, Hamlet & Ofélia estreia na segunda-feira, dia 25 de novembro, às 20h, no palco do Cabaré dos Novos do Teatro Vila Velha e fica em cartaz de segunda a quarta (sempre às 20h), até dia 11 de dezembro.

Hamlet, o príncipe da Dinamarca e Ofélia , sua amada, formam o jovem e trágico casal do drama escrito por William Shakespeare, encenado  pela primeira vez em 1609, na Inglaterra. Como explica Celso Jr. eles são  “ a ‘ala jovem’ daquele universo. Hamlet está amadurecendo aos poucos e Ofélia precisa lidar com as diferentes formas de relação que ela tem com os três homens de sua vida: o pai, Polônio; o irmão, Laertes e Hamlet, o namorado”.  Hamlet se enreda em seu plano de vingança contra o assassino de deu pai e acaba por destruir a relação com Ofélia que sucumbe à loucura e morre afogada. O príncipe também morrerá durante um duelo, no final da trama.

Para Celso, na releitura feita por Carlos Alberto, “de um certo modo, o Hamlet e a Ofélia de hoje continuam representando esta juventude (que está beirando os 30 anos de idade), perdidos no mundo, submissos a uma situação que parece uma prisão, e encontrando refúgio no entorpecimento das drogas e no álcool. Vejo esses dois no Rio Vermelho, no Baixo Gávea, na Vila Madalena”, esclarece.

No universo criado pelo dramaturgo, o casal de nobres dinamarqueses  abandonou seu país e vive refugiado numa nação em guerra, morando em um quarto de pensão/prostíbulo e sobrevivendo precariamente. Como adianta o diretor, a dona do local “se aproveita da juventude e dos corpos deles, em troca de abrigo, alimentação e drogas. Nesta situação limite, Hamlet e Ofélia amadurecem sua relação e exploram novas formas de afeto”, diz Celso.

“O autor desloca as personagens da peça de Shakespeare e cria uma meta-ficção distópica. A partir desse entendimento, estamos criando um ambiente de bordel sadomasoquista, um clima de clube de sexo, de cabaré e um figurino que mistura materiais ligados ao fetichismo, como couro e vinil, à imagens típicas da cultura pop, como camisetas de Mickey Mouse e tênis All Star”, comenta o diretor, que também está trabalhando com ideias do texto original de Shakespeare e do texto Hamlet-máquina, do dramaturgo  Heiner Müller. “Estamos criando um pós-Hamlet distópico sadomasoquista. Vai ser divertido” conclui Celso Jr.

Celso também está concebendo a trilha sonora do espetáculo e, em parceria com os atores, o figurino. Zuarte Jr. assina a cenografia. No elenco, os atores e atrizes da companhia Teatro dos Novos: Ariel Oliveira, Clara Romariz, Loiá Fernandes, Meniky Marla, Rodrigo Lélis e Vicky Nefertiti.

O PROJETO 3 & PRONTO

A primeira edição do Projeto 3 & Pronto aconteceu em 1995, um ano após a Organização Não-Governamental  Sol Movimento da Cena  estabelecer parceria com a Sociedade Teatro dos Novos para gerir a programação do Vila Velha.  À época, a inspiração para o formato surgiu de uma notícia sobre as estratégias de ação de grupos teatrais canadenses que, por questões legais e trabalhistas, desenvolveram uma maneira de ensaiar e apresentar espetáculos em curtos espaços de tempo.  “Nunca verifiquei a veracidade dessa informação, mas achei incrível a possibilidade de pensar montagens dessa maneira”, lembra o encenador e diretor artístico do Vila Velha,  Marcio Meirelles. “Então formatamos o projeto com essas regras. Três semanas de ensaio, três semanas de apresentação, três apresentações por semana”, explica o diretor.

Na primeira apresentação, em 1995, os textos eram de dramaturgos brasileiros contemporâneos, já a segunda edição, em 2005, tinha como foco a dramaturgia latino-americana. Este ano o projeto apresenta seis textos contemporâneos portugueses, porque uma outra proposta do projeto é exatamente fazer circular a produção dramatúrgica contemporânea  e, atualmente,  Portugal possui uma intensa produção, graças a “uma política pública de teatros nacionais com laboratórios e oficinas permanentes , o que estimula a produção, impressão e divulgação de textos teatrais.  “Presenciei essa  cena portuguesa e pensamos em trazer um pouco desses textos e discursos para cá, para estabelecer diálogo entre esses textos e nossa dramaturgia baiana”, justifica Marcio.

edição 2019 do projeto 3 & Pronto  mantem-se fiel à estrutura das anteriores: três semanas de ensaios, seguidas por três semanas de apresentação, com três apresentações por semana (de segunda a quarta). Sempre com textos da dramaturgia portuguesa contemporânea  dirigidos por baianos.  Este ano o projeto já encenou Storni  – Quiroga, o Mar e a Selva Apaixonaram-se, com texto de Ricardo Cabaça e direção de Hebe Alves, depois  Pela Água, com direção de Fernanda Paquelet para o texto de Tiago Correia. A terceira foi Treva ou Os Princípios da Higiene Funcional, com direção de Paula Lice para o texto de Sabrina D. Marques e a quarta montagem, OssO, com direção de João Sanches para texto de Rui Zink.

O Teatro Vila Velha tem o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Hamlet & Ofélia
De 25 de novembro a 11 de dezembro
De segunda a quarta, 20h

Cabaré dos Novos
16 anos
Preço promocional de R$20 e R$10 até dia 24 de novembro. Depois, R$30 e R$15 (meia)

 

Ficha Técnica

Texto: Carlos Alberto Machado
Direção: Celso Jr.
Assistente de direção: Meniky Marla
Elenco: Ariel Oliveira, Clara Romariz, Loiá Fernandes, Meniky Marla, Rodrigo Lelis, Vicky Nefertiti
Cenografia: Zuarte
Figurinos: Celso Jr. e Companhia Teatro dos Novos
Trilha sonora: Celso Jr. (a partir de elementos de The Lumineers, Cosmo Sheldrake e David Guetta e Gavin Bryars)

CONTATO PARA ESTA MATÉRIA

Gostou do Conteúdo? Deixe seu Like


Deixe seu Comentário